Livro – Easy

Easy

Sinopse:

Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los.

Não leiam Easy esperando um novo Belo Desastre (clique aqui para ler a resenha). No geral gostei mais de Easy, porque ele aborda um problema sério e de uma maneira correta. Lucas está longe de ser como o Travis e isso é ótimo. Eu achei Easy mais comparável com Métrica (clique aqui para ler a resenha), pelo passado dos personagens e o fator do ‘amor proibido’.

Jacqueline leva um pé na bunda do namorado, e se vê quase sem amigos e em uma faculdade que nem ela a que ela queria. Quando entrava em seu carro, depois de sair de uma festa, ela é atacada por um dos amigos do seu ex. Um garoto chamado Lucas tira Buck (o mau caráter) antes que ele pudesse fazer algo pior. A partir desse dia, Jacqueline nota que Lucas está em uma de suas turmas, está na cafeteria, nos corredores… Surge uma amizade entre eles e as coisas parecem estar se acertando, até que alguns segredos são revelados e Buck continua determinado a terminar o que começou.

A maior virtude da Tammara em Easy é abordar o estupro (sendo só a tentativa ou não) de uma maneira que mostra que não é culpa da garota em nenhuma hipótese. Não é não, e não existe desculpa para encarar o ato como uma consequência normal. O Lucas mesmo tendo passado por muitas coisas pesadas, amadureceu em um jovem encantador. Isso não quer dizer que ele não tenha pegada, e sim que há respeito da parte dele. Ele não trata a Jacqueline como um objeto, não controla sua vida (onde vai, com quem vai, como vai)

A autora colocou em seu blog uma playlist para acompanhar a leitura. Uma música citada no final do livro até me deixou curiosa. Dei uma pausa para procurar e gostei bastante. Para quem gosta do gênero, pode garantir seu exemplar de Easy.

Obs: apesar de garantir que não terá uma continuação, Tammara disse que irá lançar um livro com a versão do Lucas dos acontecimentos, incluindo detalhes do seu passado.

Ficha Técnica
Título Original Easy
Autora: Tammara Webber
Tradução por: Ivar Panazzolo Junior
Páginas: 305
Editora: Verus
Ano de publicação: 2013

Adicione

Compre:

* Este livro foi uma cortesia da Verus.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe sua opinião

*